terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Pouso Alegre-MG: Lei Hélio da Van aprova transporte de animais estimação em onibus

Transporte de animais em ônibus de Pouso Alegre é aprovado 

Aprovado na Câmara Municipal, em primeira votação, o projeto que permite aos usuários do transporte público de Pouso Alegre  transportarem animais nos ônibus da cidade. De autoria dos vereadores Hélio da Van e Dulcinéia Costa, o projeto estipula algumas condições para este transporte, visando a segurança dos passageiros.

O animal deverá ter peso máximo de 10 Kg e deverá estar em caixa própria para este tipo de transporte, sem dejetos, água ou alimento. O tutor do animal também deverá apresentar a carteira de vacinação do animal, garantindo que ele está com todas as vacinas em dia, com assinatura de médico veterinário com registro no CRMV.

Em cada ônibus, poderão ser transportados apenas dois animais com o objetivo de não prejudicar a comodidade e segurança dos outros passageiros.

A empresa poderá cobrar o assento que, porventura, vier a ser utilizado para o transporte do animal.
Nos dias úteis, em horários de pico (das 5h às 8h e das 16h às 19h) não será permitido esse transporte, sendo liberado nos demais horários.

“Com esse projeto, asseguramos  que pessoas de baixa renda, que nem sempre dispõem de um veículo, possam transportar seus animais para casa de parentes ou até mesmo a um veterinário. Os usuários dos ônibus públicos podem ficar tranqüilos quanto ao transporte desses animais. Existem regras a serem seguidas visando garantir o bem-estar dos animais e a segurança de todos os passageiros”, disse Hélio da Van.

O que você achou dessa decisão? Comente. #geogama


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Barretos-SP: Festa do peão, apresentação com animais (RODEIOS) esta proibido.

Rodeios esta proibido: A justiça proíbe rodeios em Barretos. #ODEIORODEIO

Os protetores dos animais têm um bom motivo para comemorar: O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve o seu parecer sobre a proibição do rodeio com animais em Barretos ao julgar recurso do evento. A decisão foi decidida por unanimidade.
As provas de laço e vaquejada sempre foram foco de críticas em todo o país devido o sofrimento que os animais passam para entreter o público. Na prova do peão, os bois têm sua virilha amarrada, de forma que ele entra em desespero com o aperto na região e por isso fica pulando no espaço das ‘apresentações’, fazendo com que pareça bravo, quando na verdade só está desesperado com a dor.
Em vários municípios paulistas já existem leis que proíbem os rodeios, bem como o uso de animais em circos há alguns anos. Neste caso, a tradicional festa que leva grandes nomes da música sertaneja, bem como astros internacionais, tem autorização para acontecer normalmente, mas os bois e cavalos estão proibidos de serem levados para o evento.
Mais do que indignação de protetores de animais e de populares, a vaquejada e demais provas com bois ou cavalos em rodeios e eventos do tipo, ferem o preceito constitucional que determina que os animais não devem ser expostos a nenhum tipo de crueldade e que cabe ao poder público, sociedade e cidadãos preservar pela proteção da flora e fauna, incluindo-se os animais domésticos e selvagens.
Organizadores do evento bem como pessoas que cresceram ‘apreciando’ o sofrimento dos animais nos rodeios alegam que a decisão fere a manifestação cultural de um povo, entretanto, o magistrado argumentou com um parecer oficial da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, de que o animal passa por evidente sofrimento para entreter o público e que uma manifestação cultural não pode ser justificada com a submissão de animais a tamanha crueldade.
Para finalizar, o desembargador e relator da ação, Péricles Piza, deixou claro que retirar os animais desse tipo de ambiente hostil em nada alterará os lucros da Festa do Peão, uma vez que a maioria das pessoas que comparecem ao local estão interessadas nos shows e comidas típicas vendidas em torno do local. Sendo assim, decisão tomada, mais uma cidade brasileira livre dos maus tratos de animais em rodeios e que isso sirva de exemplo para outras cidades. Fonte: blastingnews
O que você achou dessa decisão? Deixe a sua opinião nos comentários. #geogama 

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Piso salarial dos professores de 2135,64 em 2016

MEC anuncia reajuste de 11,36% no piso salarial dos professores

O novo piso salarial do professor da rede pública será de R$ 2.135,64 o que corresponde a um aumento de 11,36% em comparação ao valor atual. O reajuste foi anunciado nesta quinta-feira (14) pelo ministro Aloizio Mercadante (Educação) e será publicado no "Diário Oficial da União".




O índice de reajuste é definido a partir da variação, de um ano para outro, do gasto por aluno no Fundeb, fundo composto por impostos de Estados, municípios e União, e destinado à educação básica. No ano passado, o aumento foi de 13%.

"Ela [a lei do piso, de 2008] tem permitido um crescimento significativo do valor real do piso salarial dos professores. A verdade é que nós herdamos salários muito baixo dos professores no Brasil", disse Mercadante. Segundo ele, a remuneração dos docentes é da ordem de 57% do salário de outros profissionais com mesma formação.
Ele ponderou, no entanto, que "alguns Estados e muitos municípios" não têm aumentado a receita no mesmo ritmo da evolução salarial dos docentes. "Isso tem gerado fortes conflitos sindicais, greves prolongadas, disputas judiciais, que evidentemente não contribuem para a qualidade da educação no Brasil."
O anúncio do reajuste e do valor final foi precedido de uma longa fala do ministro, em que ele argumentou que a pasta apenas segue o que está previsto na legislação e que, portanto, não poderia neste momento fazer mudanças no modelo de aumento do piso.
"SOLO INSTÁVEL"
Em ano de aperto no orçamento de governos e prefeituras, o anúncio do reajuste do piso em janeiro, como em anos anteriores, foi criticado por gestores.

Em dezembro, secretários de Fazenda e Administração dos Estados pediram em carta enviada ao governo federal a "suspensão de qualquer reajuste", diante da "impossibilidade" de arcar com a despesa. Governadores de dez Estados, além do Distrito Federal, também pediram à presidente Dilma Rousseff que o aumento fosse adiado para agosto.
Nesta quarta (13), o Consed (conselho formado por secretários estaduais de educação) reforçou esse posicionamento. Em carta enviada ao Ministério da Educação, a entidade afirma que o atual modelo de reajuste anual "não é mais sustentável e nem tampouco realista" e cobra o apoio financeiro da União aos Estados com dificuldade em implementar o novo valor.
"Avanços sociais ou classistas (por mais legítimos e desejáveis que sejam) não podem ser edificados sobre o solo instável e precário da falta de equilíbrio fiscal", diz o texto, assinado pelo presidente do conselho, Eduardo Deschamps.
O ministro da Educação ponderou que não cabe à pasta alterar o modelo atual de reajuste. Para isso, é preciso que o Congresso Nacional elabore uma nova lei, destacou Mercadante. "O MEC tem uma lei para cumprir e ela é muito clara. Calcula-se uma metodologia e o MEC apresenta um aviso [do reajuste]. Não há como solicitar ao MEC o desrespeito à lei. Mesmo reconhecendo que há problemas fiscais delicados no Brasil.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Sindute-MG solicita medidas sobre designação 2016

Os trabalhadores em educação, em assembleia, solicitou processo de designação centralizada.



Um processo transparente, construído com a participação efetiva da categoria e que rompesse com a lógica de estrangulamento das escolas e de punição dos trabalhadores, além de respeitar o período de férias do/a professor/a. Estas eram premissas que deveriam ter sido respeitadas pelo Governo do Estado de Minas Gerais.
A preocupação da categoria com um quadro de escola que trouxesse melhores condições de trabalho fez com que a assembleia realizada, em maio de 2014, que votou pela assinatura do acordo com o governador incluísse a demanda da construção da resolução do quadro de escola para 2016 no acordo assinado. No entanto, a Resolução não foi construída com a participação da categoria e foi publicada no período de recesso, repetindo o que os trabalhadores em educação sofreram nos últimos anos. Profissionais em férias estão sendo convocados para distribuição de aulas.
Considerando o alto número de cargos que serão destinados à designação em 2016 e a estrutura da perícia médica, que não consegue agendar todas as consultas necessárias antes do início das designações e, visando um processo transparente e que cause o menor desgaste possível aos trabalhadores em educação, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) solicitou nesta segunda-feira, dia 11 de janeiro, que as designações sejam centralizadas, de modo a evitar verdadeiras peregrinações de profissionais em busca de contratos por diversas escolas e para trazer mais transparência ao processo de designações, que serão superiores a 150 mil cargos este ano.
Além disso, o Sindicato também solicitou que os exames médicos possam ser apresentados após o processo de designação do servidor.
Aguardamos retorno do governo.
Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Geais (Sind-UTE/MG)

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Cães: Vida boa é extensão de ação ativa em detrimento da covardia dos reativos

Sarasta Dragostea adota cães maltratados


Chicao, Kirim, Gaya, Guerreira , Jaguar entre muitas outras vidas resgatadas das Ruas, Muitos em busca de um lar que os compense pelas dores sofridas sem que ao menos eles saibam o porque. Atitudes humanas como as que temos visto nos últimos dias faz nos acreditar que a nossa luta é em vão, De 5 animais retirados das ruas 10 aparecem no lugar, Nós, ativistas somos muitas vezes desacreditados, insultados, negligenciados,mas prosseguimos porque sabemos que no olhar de cada animal que salvamos estão aqueles olhos de Muito Obrigado e que não importa se salvamos um , dois , tres, ou mil , sabemos que aquele ser não estará nas ruas para serem esfaqueados, chutados, apedrejados, odiados pelo simples fato de conhecerem a Vida mais do que qualquer Ser Humano,,,,,!!! Num dia em que a tristeza bate profunda como hoje, Eu prefiro transformá-la em força , Força para lutar cada vez mais ....Nunca Temer, Nunca esmorecer, Nunca se entregar, Nunca desistir, Pois enquanto eu Respirar estarei na Luta, com a certeza de que muitos me chamaram extremista, muitos acharão que por mais que eu faça ainda não é o bastante, Muitos se juntarão a mim na batalha, muitos me abandonarão, Mas seguirei sempre avante, quer com mil ao meu lado , quer com dois , quer com um , quer com Ninguém..., pois o único movimento que sempre vou conhecer na Vida é para FRENTE FRENTE FRENTE ... ENFRENTE !!!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Minas Gerais: Funcionários vão receber os vencimentos com atraso.

Governo Fernando Pimentel PT-MG irá atrasar pagamento dos servidores estaduais

Os servidores estaduais deverão se preparar para iniciar o ano com atraso no recebimento de salário. A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, por meio de nota, informou que haverá atraso na realização do pagamento referente ao mês de dezembro de 2015 dos funcionários públicos.
Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o salário deverá ser pago integralmente somente no dia 13 de janeiro.  

 pela primeira vez desde que Fernando Pimentel (PT) assumiu o comando do Estado, o pagamento de todos os servidores estaduais. Segundo nota oficial publicada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), nesta segunda-feira (4), os repasses dos vencimentos relativos a dezembro de 2015 foram programados para o dia 13 de janeiro. Por lei, o pagamento é feito no quinto dia útil. Atualmente, Minas Gerais conta com 403.530 servidores ativos e 228.788 servidores inativos.

Ainda conforme a nota, “tal situação se deve às dificuldades financeiras ora enfrentadas pelo Estado, que registrou, sobretudo, em 2015, forte redução da arrecadação de ICMS, tal como o restante dos estados brasileiros”. Na nota também é dito que o governo continuará se esforçando para controlar as despesas e estimular a arrecadação com o intuito de impedir que atrasos como este não voltem a se repetir. @geogama  #geogama 

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Pedaladas fiscais, o ex-presidente FHC-usou 5.036 Medidas Provisória-MP.

O socialismo neoliberal de Fernando Henrique Cardoso- PSDB
Em discussão com os coxinhas e reaças, adoro eles porque me fazem questionar meus valores, e eles vociferam contra as "pedaladas" da Dilma, dizem que foram totalmente ilegais e passaram por cima da autorização do Congresso.
Veja o contraditório
Quando se trata de atropelar o Congresso, FHC foi um MESTRE.















1) Quanto a serem ilegais, é claro que se fossem mesmo ilegais, sem chance de defesa, a casa já teria caído. O nome 'pedalada' significa drible, justamente porque a letra da lei foi preservada, mas não sua essência. Conclui-se que o julgamento que fazem agora não é técnico, é puramente político (pode-se pedalar para ajudar bancos, mas não para financiar programas sociais).




2) Quanto a passar por cima da autorização do Congresso, vamos relembrar um pouquinho da História recente do Brasil, para mostrar que valor o maior partido da oposição, justamente o que mais vocifera contra as pedaladas, dá para o Congresso. Na Veja, reaças acreditam nela de 24/11/99, a que menciona o escândalo do senador Luiz Estevão (pelo PP, um dos líderes em corrupção) mostra uma tabela com quantas MPs cada presidente editou.Lembra-se que MPs driblam o Congresso.
O pensamento socialista pensa e analisa o pensamento político é social brasileira refazendo a historia do Brasil no prisma da classe trabalhadora.    +geogama   +geogama@ibest.com.br